Suposto Secretário de Luciano Pereira pode estar acumulando função pública

0

fabioApós cinqüenta dias de administração do prefeito Luciano Pereira, o que se vê em Barra de São Francisco é o “acúmulo”, mas nesse caso o de problemas e dificuldades. Os servidores públicos, por exemplo, já acumulam reclamações devido ao atraso de salários e as perseguições que grande parte vem sofrendo.

Outro acúmulo é o da quantidade de pessoas que vão até a prefeitura a procura de soluções para os seus problemas e do município e dão de cara com a porta fechada. Num total desrespeito e algo nunca antes visto na história, o Executivo Municipal virou as costas para sua população.

Agora o provável mais novo acúmulo e, certamente nem tão novo assim, é o do secretário municipal de saúde do município, Fábio Bastianelle da Silva que, além de ser visto desde o início do ano, diariamente, batendo ponto na secretaria, fazendo questão de dizer que está respondendo por todas as demandas que a pasta apresenta e até dando entrevista, com propriedade, aos sites locais, como mostra matéria do dia 03 de janeiro com o título: “Saúde: secretário prevê PSF em Cachoeirinha e Paulista” (Sitebarra) ou Novo secretário municipal de Saúde, Fábio Bastianelle fala de sua área para atender a população” (Gazetadonorte); tem também assinado e respondido pela direção do Hospital Estadual João dos Santos Neves, em Baixo Guandu, como mostra a mais recente publicação do Diário Oficial de hoje, dia 19/02/2013, na página 5, do caderno de Licitações.

Até mesmo o site da Prefeitura Municipal de Barra de São Francisco, que foi totalmente reestruturado, ganhando um novo layout, confirma o nome de Fábio como sendo o atual secretário do município.

Assim como Frei Galvão, que era conhecido por diversos fenômenos, entre eles o da bilocação onde, segundo relatos se fazia presente em dois lugares diferentes ao mesmo tempo para cuidar de enfermos ou moribundos que clamavam por sua ajuda, ao que parece, essa pode ser a mesma virtude do novo secretário de saúde de Barra de São Francisco, Fábio Bastianelle, que tem dados as caras tanto em Barra de São Francisco, quanto em Baixo Guandu. O mais impressionante é que as duas cidades ficam a 124 km de distância ou 02 horas uma da outra.

A pergunta que não quer calar é: Será que, assim como Frei Galvão, o secretário-diretor-bilocado Fábio Bastianelle também será canonizado por suas façanhas?

 

Fonte: Gazeta do Norte

COMPARTILHE