Diretório Municipal do PSD em Pancas levará o nome do saudoso Edson Machado

1

O presidente estadual do PSD, Enivaldo dos Anjos, pretende colocar o nome do diretório do partido na cidade de Pancas, Noroeste do Estado, ao ex-deputado estadual Edson Machado, falecido a vários anos e que era muito querido pela população daquele município. De acordo com Enivaldo dos Anjos, esta seria uma homenagem muito justa ao um homem que foi um grande político no Espírito Santo, mais precisamente para o Norte do Estado.

“O nome do diretório que deverá ser chamado de Edson Machado, em Pancas não é uma imposição, vamos apenas dar a sugestão e levar o nome para a apreciação dos nossos companheiros e o que eles decidirem iremos acatar”. Disse Enivaldo. Em breve será marcada uma reunião com a presença do pré-candidato a prefeito Wallace Alcure (PSD) e todos os filiados ao partido para definir estratégias visando as eleições de 2012. A intenção é formar um grupo forte em Pancas, onde todos os partidos serão convidados a participar e definir os rumos da política daquela localidade.

Saiba um pouco sobre Edson Machado

O escritor Marien Calixte lançou, a biografia do promotor de justiça e ex-deputado Edson Machado falecido em junho de 2001, no Cerimonial da Assembléia Legislativa. A obra leva o nome Eu sou do Pancas, expressão criada por Machado para diferenciar a Vila “de” Pancas, que pertencia a Colatina, do município do qual ele foi o maior responsável pela emancipação. Esta obra é a terceira biografia escrita por Calixte, que anteriormente traduziu as vidas de Florentino Avidos e Maurício de Oliveira em palavras. Segundo o próprio autor, o livro surgiu do convite da Fundação Enivaldo dos Anjos. O motivo foi a demonstração de gratidão por Machado tê-lo ajudado no passado.

Calixte conta que a pesquisa sobre a vida de Edson foi feita de maio a agosto deste ano e que a vida do ex-deputado é curiosa, principalmente pelo autor do livro considerá-lo um político moralmente acima da média dos atuais. Edson Machado – Mineiro de Caratinga, nascido em 13 de novembro de 1929, chegou a Pancas aos 14 anos. Veio para Vitória e formou-se em Direito pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Foi escrivão no município em sua cidade e promotor da Comarca de Muniz Freire.

Sua carreira política teve início em 1958 quando foi eleito vereador do município de Colatina, tendo como principal bandeira a emancipação do distrito de Pancas. Em 1962 foi eleito pela primeira vez deputado estadual, cargo que assumiu durante outros três mandatos. No último, em 1979, foi eleito presidente da Assembléia. Em 1982 não consegue se reeleger e abandona definitivamente a atividade política. Faleceu em 28 de junho de 2001.

COMPARTILHE