Carlos Tourinho morre na Praia da Costa, em Vila Velha

0

O professor e jornalista Carlos Alberto Moreira Tourinho, de 57 anos, morreu no início da tarde deste domingo (31), na Praia da Costa, em Vila Velha. Carlos Tourinho era muito conhecido pelas publicações de vários livros e também pela história na profissão.

Segundo informações do Centro Integrado Operacional de Defesa Social (CIODES), uma equipe foi acionada para atender a ocorrência de um afogamento. Contudo, ao chegarem no local, os militares constataram a morte do professor, que tomava banho no mar.

Tourinho era professor do curso de jornalismo da Universidade de Vila Velha (UVV). O coordenador do curso na universidade, Bruno Dias Franqueira, falou sobre a perda.

“O Tourinho era um professor que já tinha muito tempo na pós-graduação da UVV. A gente sempre via ele com bons olhos e, há dois anos, precisamos de um professor novo pra assumir uma cadeira. Entramos em contato e ele aceitou. Ele era uma pessoa que nós estimávamos muito, também pela carreira dele. Além disso, ele sempre teve interesse em participar da vida acadêmica e já escreveu vários livros. Os alunos gostam muito dele. Vários já me ligaram dizendo não acreditar. Tourinho era uma pessoa sem atritos e sempre tratou bem a todos. Estamos muito tristes, em todos os sentidos, pela perda. Era uma pessoa carinhosa, vivia sorrindo e era muito otimista”, afirma Franqueira.

A Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social (Sesp/ES) informou que a ocorrência foi atendida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e pelo serviço de Guarda-vidas da Prefeitura Municipal de Vila Velha (PMVV).

Apesar de o registro da ocorrência do CIODES citar afogamento, o serviço de Salvamar da Prefeitura de Vila Velha nega que essa tenha sido a causa da morte. Segundo o Salvamar, o jornalista sofreu um mal súbito. “Equipes do serviço Salvamar e familiares tentaram imediatamente reanimá-lo, porém ele veio a falecer no local”, informou o serviço da prefeitura.

Já a Polícia Civil do Estado (PCES) informou que a ocorrência foi registrada como suposto afogamento. De acordo com o boletim de ocorrência, a vítima foi socorrida do mar por uma salva-vidas, que realizou massagem cardíaca na mesma. Porém, a vítima não resistiu. A perícia da Polícia Civil foi acionada e o corpo será encaminhado para o Departamento Médico Legal (DML), para identificação e realização de exames para comprovar a causa da morte.

Fonte: Folha Vitória